Manifesto

O PATRIOTAS é um partido político com objetivos definidos a serem fincados como pilares de sustentação de um País cujas bases democráticas não podem ser abaladas. Que além do cumprimento dos dispositivos constitucionais já conquistados, que devem ser aperfeiçoados, seja ouvido e atendido o clamor legítimo dos brasileiros. Nós queremos e vamos adotar uma proposta de reconstrução nacional, que é urgente e imperiosa e que corrija os duros ataques sofridos ao longo dos nossos cinco séculos de existência.  Queremos, sem suspenses apelativos e traquejos retóricos, conquistar a adesão e a simpatia de todos que acreditam e também dos já completamente desacreditados num BRASIL eminentemente democrático, que ama a seus filhos e por ele seja amado, criando uma visão positiva, sem rancores e com confiança nessa grande Nação que somos. Nosso alento é saber que despontam patriotas que dão os primeiros passos para a retomada da grandeza da nossa Pátria, motivando outros a se tornarem protagonistas desse novo amanhecer, e não apenas meros expectadores.

Os desmandos históricos, tanto quanto os mais recentes, projetam, negativamente, o nosso País no plano internacional, a ponto de sofrermos dois rebaixamentos consecutivos no cenário econômico. O nosso IDH - Índice de Desenvolvimento Humano - acaba de retroceder, pondo-nos em situação desconfortante. Nós, patriotas, haveremos de entrar neste cenário desastroso para recrudescê-lo, recolocando o nosso País em rumo digno, assim, alcançando o desenvolvimento, a qualidade de vida, a justiça social e tudo o que sempre pensamos para a nossa Pátria.  Absolutamente impossível, é a existência de uma nação, como mãe de todos, descompromissada com os laços afetivos da célula mater – a família. Urge que as propostas resgatadoras do PATRIOTAS entrem na vida das pessoas (físicas e jurídicas), a fim de que se alcance a finalidade do Estado que é o bem comum.

Correntes mudam, pela força bruta, o nosso regime democrático, menosprezando o aparelhamento estatal, saqueando os nossos cofres, sacrificando-nos com pesada carga tributária para compensar os desmandos e incompetências administrativas. Nossas riquezas desprotegidas, o desprestígio do setor primário industrial e dos agronegócios, as imponderáveis restrições de liberdades, e, sobretudo o desrespeito à família, à propriedade privada e à quebra da nossa soberania afligem a todos nós. Não aceitamos esse caótico quadro e haveremos de, intransigentemente, trabalhar para restabelecer a ordem constitucional, moral e ética no nosso País.

O patriotismo é “um sentimento de orgulho, amor, devolução e devoção à Pátria e aos seus símbolos. É a razão do amor dos que querem servir a seu país e ser solidário com seus compatriotas”. O sentimento patriótico não se traduz somente em viver sob a égide do mesmo ordenamento jurídico e do respeito, com maior ânimo, aos interesses dos outros sobre seus próprios.  Manifesta-se com maior intensidade em defesa da Pátria ante a uma injusta agressão estatal que põe em risco a nossa independência nacional e nossa autodeterminação. Essa injustificada agressão já é real. Este é o momento de reagirmos, porquanto a nossa liberdade não pode ser negociada.

Para que tenhamos a sociedade com a qual tanto sonhamos não podemos acreditar que algum indivíduo ou grupo tenha o poder para depois resolver todas as situações. Todos os brasileiros unidos acima de quaisquer características particulares, devemos criar os meios e as oportunidades para que a tão sonhada justiça social se torne realidade: “Todo poder emana do povo...”. A dependermos de promessas de alguém que tenha o poder para depois distribuí-lo a seu bel prazer, nunca alcançaremos o País que almejamos.

Não prescindiremos da ordem e progresso como dístico da nossa bandeira. Valores sagrados, tais quais: família, meritocracia, trabalho, sustentabilidade, hierarquia, disciplina, gestão qualificada, e descentralização das ações governamentais, simbolizam a aspiração de todas as pessoas e não meramente as exportações de “commodities”.  Maior autonomia para Estados e Municípios, priorização de ações preventivas às repressivas ou corretivas e abertura responsável da economia para o mundo é modelo indispensável para qualquer país que se punha patrioticamente viável.

Vamos zelar pelo bem público com devotamento, sobrepondo-o aos interesses particulares.  Nossos patriotas deverão, antes de tudo possuir retidão moral, cumprir os deveres de cidadão e ser comprometidos com a Nação Brasileira para depois servi-la. Os interessados em representar a sociedade com a sigla do partido, após fiel compromisso de gestão e atuação parlamentar, deverão, necessariamente, ter procedimento ilibado na vida pública e na particular, agir com integridade e equilíbrio, probidade e eficácia nas funções que vão exercer, não abusando dos meios que lhe são confiados pelo Estado, nem para si e nem para outrem. Obviamente os artifícios criminosos jamais estarão na convicção dos verdadeiramente patriotas.

Que os líderes, principalmente, como formadores de opinião, se engajem no PATRIOTAS para a divulgação das suas inovadoras propostas. Todo o voluntariado será bem recebido, desde que firmado no compromisso dessa nobre causa que não definirá, descriminará ou escolherá endereços nos quais chegarão os frutos dessa tão tenra árvore da esperança democrática. A fome de justiça social é de todos, indistintamente!

Juntos, reconstruiremos o Brasil, superando as diferenças. Assim, todos unidos por um único ideal, tornaremos a vislumbrar, com olhar altivo e sereno, um futuro brilhante e a glória da nossa Pátria Mãe gentil.

Receba nosso Boletim Informativo

Saiba todas as novidades do Patriotas

Close